07 julho 2005

bRAnchs RoOTs & cª

Se tu fores como uma árvore
e deixares que os teus ramos
cheguem até outros

Que os teus braços se
estendam, e entendam
tudo o que podes vir a ser
ou mesmo tudo o que és

Dir-te-ei...

Enquanto cresces
a chuva cai, a terra muda
as tuas raízes
permanecem
jamais as irás esquecer.

16 Abril '99 _ cxp

3 comentários:

sherazade disse...

Lindo!

Paula disse...

Muito, muito bonito... e sobretudo, profundo e cheio de conteúdo.

Nuno Barreto disse...

Fiquei sem palavras, mas queria escrever um comentário à mesma :)